VÁRZEA GRANDE

VÁRZEA GRANDE

Várzea Grande inicia vacinação de jovens, dose de reforço para idosos e realiza segunda etapa do ‘Sextou Vacina VG’

Avatar

Publicados

VÁRZEA GRANDE


Seguindo determinação do prefeito Kalil Baracat e o que preceitua o Plano Nacional de Imunização – PNI do Ministério da Saúde, Várzea Grande promove novos avanços na vacinação contra a COVID 19 e inicia hoje, 16 de setembro, o processo de imunização de jovens de 12 a 17 anos com comorbidades; de 15 a 17 anos sem comorbidade; dá continuidade a aplicação da terceira dose ou dose de reforço para idosos de 70 anos ou mais, que foi iniciada semana passada com aqueles institucionalizados e que necessitam ter tomado a segunda dose a seis meses e realiza amanhã a segunda etapa do “Sextou Vacina VG” no Parque Berneck que vai das 15 horas até 23:59 para permitir que as pessoas possam ser vacinadas com horários alternativos e com temperaturas mais amenas nesta época de estiagem e calor excessivo.

“Nossa missão é avançar tudo que for possível. Sempre trabalhamos com essa tese da imunização geral de todas as pessoas independente de idade ou condição de saúde e o que parecia distante, hoje pode ser vislumbrado e até mesmo planejado para que ninguém fique de fora desta luta contra a pandemia e a favor de uma realidade normal, com mais tranquilidade, segurança, trabalho, educação, social, obras, enfim que seja retomada a vida plena”, disse o prefeito Kalil Baracat.

A partir de hoje quinta-feira (16), adolescentes com idade entre 12 a 17 que possuem algum tipo de comorbidade e/ou deficiência permanente serão vacinados contra a COVID-19 e os jovens de 15 a 17 anos sem comorbidade também. A imunização inicia na Edição do Corujão da Vacinação, que ocorre no Jardim dos Estados, das 16h às 22h, no ponto-fixo. Nesta primeira fase serão vacinados os agendados e com cadastro confirmados.

Como explica o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, este é o pontapé inicial desta nova fase, e seguirá também vacinando, já na sexta-feira, na segunda etapa do “Sextou Vacina VG”.

Leia Também:  Educação lança cartilha sobre a pandemia para início das aulas no sistema híbrido

“Todos devem ficar atentos e verificar no site oficial de Várzea Grande a confirmação, pelo endereço eletrônico www.varzeagrande.mt.gov.br e “clicar” na aba “cadastro”, que abrirá a página do cadastro, e clicar novamente “Verificar Cadastro”, para receber a confirmação. As equipes também irão confirmar por telefone. É importante esclarecer que só serão vacinados os agendados e confirmados, o que serve tanto para os adolescentes que recebem a primeira dose, quanto para os idosos de 70 anos acima, que receberão a terceira dose”, explicou Gonçalo de Barros.

O titular da Saúde explicou que a dose de reforço ou terceira dose tem que ter um intervalo de 6 meses desde a única vacina, mas no caso dos imunossupressores este prazo pode, desde que com laudo médico ser de 28 dias ou mais.

Os adolescentes com comorbidades, ou não, a regra é geral, segundo o secretário de Saúde de Várzea Grande, eles devem estar no ato da vacinação acompanhados por uma pessoa responsável, apresentando documento de identificação com foto, ou aqueles desacompanhados deverão apresentar uma autorização (em 2 vias) assinada pelo responsável.

Para os adolescentes com comorbidade é obrigatório apresentar – além do documento de identificação – laudos, exames, receitas e relatórios médicos que comprovem a comorbidade.

A Secretaria de Saúde Várzea Grande solicita que sejam apresentados original e cópia simples desses documentos de comprovação da comorbidade, condição e deficiência, pois a cópia ficará retida para revisão e fornecimento de informações em caso de solicitação ou dúvida. A Pasta também recomenda levar carteira de vacinação do adolescente para que seja verificado se ele tomou outra vacina recentemente, já que o recomendável é manter intervalo mínimo de 14 dias entre quaisquer vacinas.

Condições, comorbidades graves e deficiências contempladas nesta fase:

– Câncer em tratamento há menos de 6 meses;

Leia Também:  Várzea Grande abre novo ponto de vacinação e supera 93% de recuperados e 76% de vacinados

– Doenças cardíacas graves com ou sem cirurgia, comprovadamente;

– Doenças pulmonares graves, como fibrose cística. Asma somente casos graves nesse momento – como os que já ficaram internados por estado de mal asmático;

– Deficiências físicas graves comprovadas, deficiência mental, autismo grave, institucionalizados ou com muitas restrições no seu funcionamento, Síndrome de Down e outras doenças congênitas que causem risco de vida;

– Doença renal crônica em diálise, com comprovação;

– Imunocomprometidos – portadores de HIV, transplantados de órgãos sólidos ou de medula óssea, portadores de doenças autoimunes em uso de imunossupressores;

– Hemoglobinopatias graves, como doença falciforme e talassemia maior;

– Doença hepática grave, como cirrose;

– Obesidade mórbida – na adolescência 40 de IMC ou mais;

– Diabetes em uso de insulina.

A vacinação nesta quinta-feira, (16) acontece também, no Ginásio Poliesportivo Fiotão das 8h às 16h, e segue vacinando pessoas acima de 18 anos, para a primeira e a segunda dose. Os não cadastrados de 18 anos acima poderão comparecer neste ponto, que o cadastro será feito na hora, bastando levar Cartão do SUS de Várzea Grande e documento original com foto, ou número do CPF.

 Na segunda etapa do “Sextou Vacina VG”, que acontece no Parque Berneck nesta sexta-feira, 17 de setembro das 15 as 23:59, todos os públicos alvos poderão comparecer, inclusive aqueles que perderam a segunda dose por um ou outro motivo que o cadastro será revisado e estando dentro das exigências a pessoa será vacinada.

“Nossa missão é vacinar, respeitando as exigências do PNI, mas dentro do possível quem comparecer será vacinado, pois nossa intenção é imunizar a todos e vencer a disputa contra a COVID 19”, disse o prefeito Kalil Baracat.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

VÁRZEA GRANDE

Várzea Grande realiza mutirão da campanha de multivacinação para menores de 15 anos

Avatar

Publicados

em

Por


Várzea Grande realiza no próximo sábado, dia 16, o dia ‘D’ da Campanha Nacional de Multivacinação, com objetivo de colocar em dia a caderneta de crianças e adolescentes menores de 15 anos. Para atender ao público alvo, 13 unidades de saúde estarão funcionando das 7h30 às 17h, sem interrupção para o almoço.

Para o Dia ‘D’ os pais ou responsáveis devem levar o cartão ou a caderneta de vacinação, para que os profissionais de saúde possam avaliar se há alguma vacina que ainda não foi administrada, ou se há doses de reforço para completar o esquema vacinal preconizado no calendário nacional.

Desde o dia 1º, o Município segue o cronograma do Programa Nacional de Imunizações (PNI). Até o dia 29 o foco é o de atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes, de acordo com as indicações do Calendário Nacional de Vacinação, mediante a avaliação do cartão ou caderneta de vacinação, como pontua o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros. “Para cumprir metas preconizadas pelo Ministério da Saúde, vamos fazer esse mutirão focado no público jovem, de até 15 anos, para melhorar as coberturas vacinais no Município”, explicou o secretário.

O prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, frisa que é importante a adesão dos pais nesta outra etapa de imunização na cidade. “Existe uma gama de doenças que podem ser combatidas com as vacinas, prevenindo doenças e principalmente, mantendo algumas dessas doenças erradicadas. Nossas equipes da Saúde Municipal estarão reforçadas e de prontidão durante todo o sábado. É fundamental a participação da sociedade”.

“Constata-se que a imunização tem dado resultados positivos no Brasil e no mundo. No Brasil, já ocorreu a erradicação da poliomielite e da varíola graças à utilização de vacinas. Além disso, segundo a Fundação Oswaldo Cruz, ocorreu a eliminação da circulação do vírus autóctone do sarampo em 2000 e da rubéola, desde 2009. Outras doenças também tiveram sua ocorrência reduzida, como é o caso do tétano neonatal e da meningite. Contudo, o ressurgimento do sarampo em outros estados do nosso país evidencia a diferença dos resultados dessas coberturas nos diversos municípios, ou seja, uma baixa cobertura vacinal contribui para o ressurgimento de doenças e requer a adoção de estratégias adicionais para o resgate e vacinação dos indivíduos não vacinados”, alerta a Superintendente de Vigilância em Saúde, Relva Cristina de Moura.

Leia Também:  Várzea Grande estuda parceria com Hemocentro para implantação de uma unidade de coleta de sangue

Como pontua Relva, a vacina é considerada medida protetiva com o melhor custo-benefício em saúde pública, pois reduz os números de casos de doenças infecciosas em toda a comunidade. “Uma vez que a taxa de transmissão é diminuída, reduz o número de hospitalizações, de gastos com medicamentos, mortalidade e reforçamos a erradicação de doenças”.

SEM MITOS – Relva Cristina destaca a segurança das vacinas ofertadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), por meio de comprovação científica, além de haver uma gama delas disponibilizadas de forma 100% gratuitas à população. “Para que uma vacina seja aplicada em um indivíduo ela passa por rigorosos testes, incluindo estudos clínicos e somente após atenderem rigorosos padrões de qualidade e segurança são disponibilizadas às pessoas. Portanto, as vacinas salvam vidas! As vacinas são responsáveis por salvar a vida de milhões de pessoas todos os anos contra diversas doenças. Quando somos vacinados, protegemos a nós mesmos e toda a comunidade”, disse ela.

Ainda sobre a biossegurança dos imunizantes, a superintendente explica que se eles são produzidos no Brasil ou em outros países, passam por um processo sistematizado de compra, avaliação, liberação e distribuição. “No Brasil, o Ministério da Saúde é o órgão responsável pela compra e distribuição de todas as unidades que serão utilizadas no SUS, ou seja, as vacinas são muito seguras”.

Leia Também:  VÁRZEA GRANDE RETOMA 'DIA D' CONTRA À COVID 

LOCAIS QUE INTEGRAM O DIA ‘D’ EM VÁRZEA GRANDE – Centro de Saúde do Água Limpa, Centro de Saúde Nossa Senhora da Guia, Estratégia Saúde da Família Água Vermelha, Estratégia Saúde da Família Manaíra, Centro de Saúde Jardim Imperial, Clínica de Atenção Primária Jardim Glória, Unidade Básica de Saúde Ouro Verde, Unidade Básica de Saúde Santa Isabel, Estratégia Saúde da Família São Mateus, Clínica de Atenção Primária 24 de Dezembro, Estratégia Saúde da Família Unipark e Estratégia Saúde da Família Jardim União e Capão Grande.

ATENÇÃO – Como destaca o secretário Gonçalo de Barros, neste dia 16, as equipes vão se concentrar nas Unidades Básicas de Saúde, para esta ação nacional, e em decorrência deste ato, será aberto somente um ponto fixo para vacinação – neste dia – contra a Covid-19, que será nas Clínicas Médicas do Univag, no bairro Cristo Rei.

Barros faz outro alerta: “O Ministério da Saúde definiu que não há necessidade de manter um intervalo entre a aplicação da vacina contra a Covid-19 e as demais vacinas para este público da Multivacinação, no caso os adolescentes de 12 anos a 14 anos 11 meses e 29 dias. Então, quem se imunizou contra o coronavírus pode buscar o Posto de Saúde mais próximo, para receber alguma outra vacina do calendário regular que esteja em atraso.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA