VÁRZEA GRANDE

TECNOLOGIA

Instagram adiciona tradução automática aos Stories; veja como usar

Avatar

Publicados

TECNOLOGIA


source
Tradução nos Stories do Instagram
Divulgação/Instagram

Tradução nos Stories do Instagram

Nesta quarta-feira (21), o Instagram anunciou um novo recurso que traduz automaticamente textos publicados nos Stories . Agora, quando o serviço detectar um idioma estrangeiro em uma postagem, ele exibirá uma opção “Ver tradução” no canto superior esquerdo da tela, que os usuários podem tocar para ver uma tradução na parte inferior, como na imagem acima.

O Instagram afirmou que a nova ferramenta estará disponível globalmente. Atualmente, ela oferece suporte a mais de 90 idiomas para facilitar o compartilhamento de conteúdo com um público internacional.

Em 2016, este recurso já havia sido implantado para publicações no feed , com traduções automáticas a comentários, legendas e biografias de usuários.

Você viu?

Como vai funcionar?

  • Quando o usuário estiver visualizando um Stories, ele verá a opção ‘Ver tradução’ no canto superior esquerdo, abaixo do nome do usuário, se um idioma estrangeiro for detectado (atualmente, mais de 90 idiomas são suportados pelo recurso);
  • Para traduzir, basta tocar em ‘Ver tradução’ e uma tradução aparecerá;
  • As traduções estão disponíveis apenas para texto, e não para áudio no momento.
Leia Também:  Redes sociais se unem em campanha sobre cuidados contra a Covid-19 nesta quarta

O recurso está disponível a partir desta quarta-feira para todos os usuários Android e iOS .

Além do Stories: Instagram permitirá que usuário decida se quer ver conteúdo impróprio

A aba explorar do Instagram mostra postagens baseadas no conteúdo que o usuário consome na plataforma. Mas uma nova ferramenta pode ajudar a ter um pouco mais de controle do que é exibido nessa página. O Controle de Conteúdo Sensível vai permitir que você decida se quer ver posts considerados impróprios para alguns.

A empresa diz que possui suas Diretrizes da comunidade, que foca em manter os usuários seguros. Incitação ao ódio, intimidação, nudez e outros tipos de publicações são proibidas. Ainda sim, algumas pessoas podem se sentir incomodadas com posts que, mesmo não violando as normas, podem ter caráter violento ou com conotação sexual.

Leia Também:  Hackers querem roubar dados sobre a sua saúde; saiba por que e se proteja

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TECNOLOGIA

Foguete soviético de 48 anos cai sobre o Pacífico

Avatar

Publicados

em

Por


source
Mapa da queda do foguete soviético
Twitter

Mapa da queda do foguete soviético

O corpo de um foguete descartado no espaço há 48 anos reentrou na atmosfera na noite da última sexta-feira (23), provavelmente sobre o Oceano Pacífico . O objeto era o segundo estágio do foguete soviético Kosmos-3M, que foi lançado em 26 de dezembro de 1973 a partir do Cosmódromo de Plesetsk. O foguete colocou em órbita o satélite DS-U2-GKA (ou Aureole-2), que tinha como objetivos investigar a atmosfera superior da Terra em latitudes elevadas e estudar a natureza das auroras polares.

As últimas previsões divulgadas horas antes da reentrada, previam que ela deveria ocorrer aproximadamente às 15:55 (horário de Brasília) sobre o Ártico. Entretanto, os últimos parâmetros orbitais calculados a partir de uma observação do objeto feita às 15h13 desta sexta, indicam que sua reentrada ocorreu pela noite, por volta das 19h10.

O Comando Estratégico dos Estados Unidos (USStratCom) normalmente divulga uma nota indicando o local de queda dos objetos mais perigosos. Eles controlam satélites capazes de identificar as assinaturas de calor produzidas pela reentrada de objetos em órbita. Mas nesse caso, como o SL-8 R/B não oferecia grande risco, não houve acompanhamento da USStratCom e eles não divulgaram, e provavelmente não divulgarão, essa nota. Com isso, a data e o local exatos da reentrada devem permanecer desconhecidos.

Reentrada não oferecia riscos

Quando lançado, o segundo estágio do Kosmos-3M tinha mais de 20 toneladas, mas depois de queimar e drenar seu combustível, ele ficou com “apenas” 1,4 toneladas de massa. É uma peça cilíndrica com 6 metros de comprimento e 2,4 metros de diâmetro.

Você viu?

Entretanto, graças à enorme velocidade em que a reentrada ocorre, cerca de 28 mil km/h, a atmosfera terrestre funciona como um escudo, desintegrando quase que completamente o objeto. Durante o processo de reentrada, os gases atmosféricos são aquecidos e ionizados, gerando uma enorme bola de fogo que pode ser vista a centenas de quilômetros de distância. O calor é tão elevado que vaporiza completamente até 80% do objeto. O pouco que sobra, é fragmentado e freado pela resistência do ar, e chega à superfície praticamente inofensivo.

Apenas os componentes mais maciços resistem à passagem atmosférica. Geralmente a carcaça do motor e os tanques de pressurização tem essa capacidade. Apesar de não serem partes tão leves, o risco de que eles causem algum dano em solo é extremamente pequeno. Dois terços da superfície do planeta são cobertos por oceanos e as áreas continentais ainda contam com uma enorme quantidade de regiões pouco povoadas ou completamente desabitadas.

No caso dessa reentrada, aconteceu o que era mais provável: ela ocorreu sobre o Oceano Pacífico. E como foi num horário em que era dia por lá, muito dificilmente foi visto ou registrado por alguém.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

O post Foguete soviético de 48 anos caiu sobre o Pacífico na última sexta (23) apareceu primeiro em Olhar Digital .

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Golpes de WhatsApp dão até 8 anos de prisão em projeto aprovado na Câmara
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA