VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

“O princípio para um casamento duradouro é o respeito”, afirma inscrito para o Casamento Abençoado

Avatar

Publicados

MATO GROSSO


Kátia Medeiros e Francisco Nascimento, moradores do bairro Paiaguás, em Cuiabá, resolveram oficializar a união de mais de 36 anos no Casamento Abençoado. Eles foram casados durante sete anos, mas após uma briga decidiram se separar e foi na ação do Governo do Estado, que é uma iniciativa coordenada pela primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, por meio da Unidade de Ações Sociais e Atenção à Família (UNAF), e execução direta da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), que o casal viu a oportunidade de trocar as alianças por mais uma vez.  

Francisco relatou que a companheira foi para Corumbá, em Mato Grosso do Sul, com os filhos ficar com a mãe e assim, ficaram seis meses separados. Ele ainda ressalta que foi um período muito difícil, pois além de ficar longe da mulher amada, havia a distância dos filhos. “Eu fiquei completamente desnorteado. Depois desse tempo, ela viu que não era aquilo que queria e veio para Cuiabá novamente. Conversamos e estamos juntos até hoje, com filhos criados e netos”, disse.

Leia Também:  Governo de MT e município de Água Boa disponibilizam mais 8 leitos de UTI Covid-19

Kátia revelou que a separação foi impensada, coisa de um jovem casal sem muita experiência. “Eu vejo essa ação como uma oportunidade de casar novamente. Até o nosso filho caçula incentivou a gente e deu uma força dizendo ‘Por que vocês não casam?’ Já éramos para termos casados faz tempo sabe? Mas foi ficando, o tempo passando e deixamos de lado e agora surgiu essa oportunidade”, pontua.

Ambos pontuam que para um relacionamento duradouro têm que haver quatro princípios básicos: o amor, a compreensão, a paciência e o respeito.

O Casamento Abençoado tem objetivo oportunizar de forma gratuita aos casais, com renda total de até três salários mínimos e cadastrados no CADÚnico, a segurança jurídica por meio da regularização civil matrimonial, além de possibilitar o fortalecimento da união familiar. Casamento Abençoado. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até sexta-feira (25.06), de duas formas: virtual ou presencialmente.

Jean Carlos e Angélica Priscila também fizeram a inscrição para o Casamento Abençoado e estão juntos há dois anos. Jean explica que a história do casal é um pouco diferente, voltado para a evangelização e com muito planejamento. 

Leia Também:  Quarta-feira (21): Mato Grosso registra 347.815 casos e 9.296 óbitos por Covid-19

“Nós somos da igreja e o que mais queremos dentro do namoro é o casamento. A gente vive um processo um pouco diferente no sentido de viver a castidade e isso é importante para nós. Decidimos juntos casar e estamos buscando o processo agora. É algo muito bom e válido porque deixamos o nosso trabalho e emprego e família para viver em prol da evangelização. A gente vive da providencia de Deus e esse projeto colaborou muito porque é um custo a menos. O casamento possui vários custos e esta ação é algo que ajuda e muito”, diz.

Inscrições

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas de duas formas: pelo e-mail [email protected], encaminhando cópia do RG e CPF junto com o Formulário de Inscrição preenchido; presencialmente, levando os documentos pessoais até a sede da Setasc, localizada no Centro Político e Administrativo; ou, ainda, na sede do Procon Estadual, localizado na Rua Baltazar Navarros, n°567, Bairro Bandeirantes. 

Outras informações sobre os pré-requisitos e documentos necessários podem ser obtidas nos sites do Governo de Mato Grosso (www.mt.gov.br) e da Setasc (www.setasc.mt.gov.br), ou pelo telefone (65) 3613-5726.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Sábado (24): Mato Grosso registra 481.986 casos e 12.617 óbitos por Covid-19

Avatar

Publicados

em

Por


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (24.07), 481.986 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 12.617 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 707 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 481.986 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 10.875 estão em isolamento domiciliar e 456.929 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 403 internações em UTIs públicas e 319 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 73,41% para UTIs adulto e em 37% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (98.149), Rondonópolis (34.256), Várzea Grande (32.270), Sinop (23.249), Sorriso (16.879), Tangará da Serra (16.539), Lucas do Rio Verde (14.450), Primavera do Leste (12.598), Cáceres (10.493) e Barra do Garças (9.652).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Novo single de Paula Shaira está disponível nas plataformas streaming

O documento ainda aponta que um total de 373.911 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 655 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (23.07), o Governo Federal confirmou o total de 19.632.443 casos da Covid-19 no Brasil e 548.340 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 19.523.711 casos da Covid-19 no Brasil e 547.016 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (24.07).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Unidades do Ganha Tempo recomeçam atendimento presencial

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA