VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

MT Prev promove palestra sobre a importância do diagnóstico e tratamento da ansiedade

Avatar

Publicados

MATO GROSSO


Nesta segunda-feira (20), o Mato Grosso Previdência (MT Prev) promoveu uma palestra virtual com o tema “Ansiedade em tempos de pandemia; como gerir?”. A ação foi aberta a toda sociedade e transmitida por meio do canal da autarquia no YouTube.

Durante o encontro conduzido pela assistente social Érima Magalhães, a psicóloga Lívia Diório, e a psiquiatra convidada Maria Eduarda de Musis, tiraram várias dúvidas dos espectadores.

As palestrantes esclareceram que ansiedade é uma emoção, assim como alegria, tristeza e raiva, e que se sentir ansioso é normal, desde que não atrapalhe tarefas comuns do dia a dia.

“Por exemplo, é normal a gente se sentir ansioso antes de uma entrevista de emprego, de uma viagem ou de um encontro. Mas deixa de ser normal quando essa ansiedade atrapalha a sua cognição e o seu comportamento. Quando ela já não permite que você seja a mesma pessoa. Se você não conseguir ir nessa entrevista de emprego, se você não conseguir fazer alguma atividade que você era acostumado a fazer. São esses sintomas que transformam a ansiedade normal em patológica”, explica a psicóloga.

Segundo a doutora Maria Eduarda, a ansiedade deixa de ser normal quando passa a ser uma preocupação excessiva, que não conseguimos controlar por mais de 6 meses, acompanhada de outros sintomas como agitação, tensão, dificuldade de concentração, cansaço, irritabilidade e alteração do sono.

Entre os transtornos ansiosos estão a fobia social, o transtorno de pânico e o transtorno de ansiedade generalizada.

Tratamento

Nesses casos onde a ansiedade atrapalha, é recomendado o tratamento com especialistas para ajudar a controlar essa emoção. Segundo as palestrantes, quando a psicoterapia e o suporte externo, como família e amigos, já não são suficientes para o controle da ansiedade, é recomendada a visita a um psiquiatra para que se inicie o tratamento com medicação.

Leia Também:  Agricultores familiares recebem título de posse da terra em Sinop

“A ansiedade é uma doença. Ela tem alterações neuroquímicas, nos nervos transmissores cerebrais. Então a gente precisa ter este equilíbrio [entre psicoterapia, rede de apoio e medicação]”, explica Musis.

Ela também explica que a medicação para tratamento da ansiedade não é para a vida toda, pois não se trata de um transtorno crônico. Com a melhoria dos sintomas, o paciente pode continuar somente com a psicoterapia se sentir necessário, controlando as emoções diariamente.

Pandemia

A palestrantes apontam ainda que o medo excessivo do vírus da Covid-19 pode desencadear algum transtorno de ansiedade. Desta forma, é preciso ter atenção aos sintomas e enfrentar o medo sempre que necessário.

“Ainda temos que sair de casa com cuidado, pois a pandemia não acabou. Entretanto, já se passaram quase dois anos, e precisamos voltar a viver a vida o mais normalmente possível. Se cuidando, mas não deixando de fazer as coisas que são necessárias, inclusive as coisas prazerosas. Lidar com o medo vai ser inevitável, é devagar, vencendo aos poucos”, explica a psiquiatra.

Setembro Amarelo

Durante a live, as palestrantes também falaram sobre a prevenção ao suicídio, em alusão à campanha Setembro Amarelo. Segundo elas, a ansiedade e a depressão muito agravadas podem levar uma pessoa a querer acabar com a dor que sente e pensar em morrer.

Segundo explicou a psicóloga Lívia Diório, um dos maiores mitos sobre o assunto é de que a pessoa que tem a intenção de tirar a própria vida não avisa, não fala sobre o assunto.

Leia Também:  Ex-esposa e filho são presos por homicídio de empresário em Guarantã do Norte

“Isso não é verdade, e a família e amigos devem estar atentos a qualquer sinal de alerta. A pessoa não quer perder a vida, ela quer acabar com a dor. Ela quer ser ajudada […], e as pessoas muitas as vezes acham que aquilo (falar sobre o desejo de morrer ou em suicídio) não é sério. Aí só vão acreditar mesmo quando infelizmente a pessoa venha de fato a cometer o suicídio”, alerta.

Onde procurar ajuda

Caso o servidor público sinta necessidade, ele pode procurar o setor de Saúde e Qualidade de Vida do seu órgão, geralmente vinculado à Gerência de Gestão de Pessoas. Para os servidores do MT Prev está disponível o e-mail [email protected] para agendamento de atendimento psicossocial gratuito.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, as Unidades Básicas de Saúde e Policlínicas têm, de diferentes formas, equipes de saúde que podem acompanhar pessoas em sofrimento mental.

Também há municípios que possuem CAPS (infanto-juvenil, para transtornos mentais e dependência química), que são serviços especializados e estão de portas abertas em horário comercial.

Telefones úteis à população

– SEAC – Setor de Atendimento à Crise: (65) 3661-1990
– Unidade 3 do CIAPS Adauto Botelho: (65) 3661-4381
– Emergência SAMU 192
– Centro de Valorização da Vida – CVV 188 (ligação gratuita) ou www.cvv.org.br para chat, Skype, e-mail.

Veja ou reveja a palestra online no canal do MT Prev no YouTube.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Presidente do Indea de MT está entre as 100 mulheres mais influentes do agronegócio do país

Avatar

Publicados

em

Por


A presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), Emanuele de Almeida, é destaque da Lista Forbes dessa semana, em homenagem ao Dia da Mulher Rural, comemorado em 15 de outubro. Emanuele está entre as 100 mulheres brasileiras apontadas pela publicação como as “Mais Poderosas do Agro”.

Ela, que é advogada, assumiu a presidência do Indea em janeiro deste ano. O órgão é responsável pelo controle sanitário e por monitorar o maior rebanho bovino brasileiro, com 30,9 milhões de animais.

“Na lista, a Forbes procurou selecionar representantes do movimento de mudança no campo. São mulheres que se destacam em diferentes setores do agronegócio: elas estão presentes na produção de alimentos de origem vegetal e animal, na academia, na pesquisa, nas empresas, em foodtechs, em consultorias, em instituições financeiras, na política, nas entidades e nos grupos de classe e, mais do que nunca, nas redes sociais”, destacou a publicação.

Emanuele está há sete anos no órgão e promete um movimento de desburocratização e descentralização, em busca de maior celeridade às demandas dos produtores mato-grossenses.

Leia Também:  Unidades do Ganha Tempo da Ipiranga, Cristo Rei, Sinop e Barra do Garças retomam atendimento presencial

Confira a íntegra da reportagem.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA