VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

Delegacia do Meio Ambiente e Sema apreendem 100 kg de pescado transportado irregularmente

Avatar

Publicados

MATO GROSSO


Na manhã desta quarta-feira (21.07) a Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), com apoio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), apreendeu cerca de 100 kg de pescado irregular que estava sendo transportado por um comprador, na região de Barão de Melgaço (113 quilômetros de Cuiabá). 

A operação foi fruto do serviço de inteligência da Polícia Judiciária Civil (PJC) que conseguiu identificar o suspeito, que possivelmente venderia a carga para peixarias da região e da Capital. A região de Barão de Melgaço é conhecida pelas peixarias, e faz parte da Rota do Peixe do Vale do Rio Cuiabá. 

O suspeito foi conduzido à delegacia enquadrado pelo descumprimento da Lei Federal nº 9.605/98, que trata dos crimes contra o meio ambiente. Foi identificado o transporte e comércio dos exemplares que estão fora da medida permitida por Lei, acima da quantidade permitida para transporte, e ainda, pelo pescado ser fruto de pesca predatória com o uso ilegal de redes de pesca. 

“As fiscalizações acontecem para coibir a pesca ilegal e preservar o estoque pesqueiro. Esta prática vem contribuindo para a redução de peixes nos nossos rios”, explica o investigador da PJC, Hamilton Andrade Zamarioli, que participou da ação. 

Leia Também:  Governo de Mato Grosso destina R$3,3 milhões para custeio de Centros de Atendimento da Covid-19

Denúncias

O cidadão pode denunciar crimes ambientais pelo disque denúncia (0800 65 3838), pelo site Fale Cidadão (https://ouvidoria.controladoria.mt.gov.br/falecidadao/) ou pelo aplicativo MT Cidadão.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Sábado (24): Mato Grosso registra 481.986 casos e 12.617 óbitos por Covid-19

Avatar

Publicados

em

Por


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (24.07), 481.986 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 12.617 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 707 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 481.986 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 10.875 estão em isolamento domiciliar e 456.929 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 403 internações em UTIs públicas e 319 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 73,41% para UTIs adulto e em 37% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (98.149), Rondonópolis (34.256), Várzea Grande (32.270), Sinop (23.249), Sorriso (16.879), Tangará da Serra (16.539), Lucas do Rio Verde (14.450), Primavera do Leste (12.598), Cáceres (10.493) e Barra do Garças (9.652).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Campanha ‘Oxigênio Solidário’ arrecada R$ 1,13 milhão em cilindros e cargas para atender unidades de saúde

O documento ainda aponta que um total de 373.911 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 655 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (23.07), o Governo Federal confirmou o total de 19.632.443 casos da Covid-19 no Brasil e 548.340 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 19.523.711 casos da Covid-19 no Brasil e 547.016 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (24.07).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Professores têm até 30 de junho para prestar conta da compra dos notebooks

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA